Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 23 de março de 2017

O Ministro da Fazenda quer aumentar impostos

HELIO FERNANDES

Desde que tomou posse, abandonando o alto cargo de presidente do Conselho de Administração da FBS, passou a falar em aumento de impostos. Jamais havia conhecido Temer, então vice presidente, que fora á JBS, resolver uma questão de 50 milhões de reais, que a JBS doara a parlamentares do PMDB.

Deputados e senadores brigavam pelo dinheiro, Temer resolveu: 25 milhões para cada CASA.

Tendo prometido um ministério de NOTAVEIS, e acreditando que Meirelles fosse um, nomeou-o. Com 2 meses de Ministro, começou a falar em aumento de impostos, dizia o que queria: recriação do imposto do cheque.

Como é um farsante, acrescentava: "Vou lutar para não criar mais impostos, mas se não for possível, temos que fazer".

Tocou no assunto mais duas vezes, sempre com as mesmas ressalvas. E com as mesmas criticas do repórter.

AGORA É PARA VALER

Na segunda feira voltou ao assunto, mas de forma categórica e taxativa: "Temos que aumentar impostos, não ha outro jeito". Acrescentou que precisava cobrir o déficit, "de 39 BILHÕES".

Não explicou qual o imposto seria criado, naturalmente se admite que atingirá mais os trabalhadores. Se cobrar os empresários mais ricos, exigirão sua demissão, Temer aceitará, não é de resistir.

Fachin autoriza investigação

O Ministro do Supremo determinou que a Polícia Federal, tome o depoimento de Renan, Jucá. Sarney e Sergio Machado. Os dois primeiros têm foro privilegiado, mas a ordem é de um Ministro do Supremo. A defesa dos três é a mesmo: "Fomos traídos por um amigo, que fez gravações sem sabermos".

Acontece que eles não estão depondo por causa da traição do amigo. E sim pelo que disseram, verdadeiro atentado á Constituição e á democracia. Não escapam.   

PS-,Gilmar Mendes está avacalhando, desculpe, o mais alto tribunal do país. Disse que o Supremo "é fantoche" do Procurador Geral. Recebeu na hora: "O ministro está com disenteria verbal".

PS2- Ontem mesmo tomou posse o senhor Alexandre de Moraes. Que carreira. De secretario de segurança de São Paulo, que mandava bater em estudantes, a ministro do Supremo.

PS3- Em 1964, os generais queriam que Auro Moura Andrade, presidente do Senado, declarasse a presidência vaga, apesar do presidente Jango ainda estar no Brasil. Auro recusou, dizendo: "Japona não é toga".

PS4- O Supremo deveria permitir que o novo ministro, comparecesse ao Supremo, de short. Ele parece totalmente desajeitado de toga.


quarta-feira, 22 de março de 2017

Senadores fingem querer acabar com o foro privilegiado

HELIO FERNANDES

Uma das maiores revoltas da comunidade, é contra a manutenção do foro privilegiado. Praticamente unanimidade. O senador Alvaro Dias, uma das poucas figuras altamente expressivas, com vários mandatos (no ultimo, em 2014, teve 67 por cento dos votos), apresentou projeto acabando com o foro privilegiado, nos TRES PODERES.

Como existem muitos senadores decentes, que honram o mandato, assinaram. Mas não foram suficientes para o projeto ser encaminhado e transformado em realidade.

 Mas aí, foi criado um problema tremendo para grande numero de senadores duplamente apavorados. Poderiam não assinar, mas sabiam que a repercussão contra eles, seria terrível. Assustados,se reuniram, decidiram referendar, com a decisão: "Sempre poderemos caminhar por muitos atalhos. O que não  pode acontecer é deixar chegar á votação". Cuidaremos disso.

Os que assinaram com convicção, escolheram logo como relator, Randolfe, Rodrigues, outro senador acima de qualquer suspeita. Foi referendado pelos que se apavoram com o fim do foro privilegiado. O problema deles não é esse e sim o desencaminhamento do projeto inicial.

ABUSO DE AUTORIDADE, CRIAÇÃO DE UMA VARA CRIMINAL

Não perderam tempo. Logo depois de assinarem, começaram o tumulto, a confusão, a tentativa de desvirtuar tudo. Juntaram imediatamente, o projeto intitulado "abuso de autoridade", já derrotado, mas que serve para qualquer emergência como essa. Nada a ver, mas como é para confundir, qualquer coisa pode ser usada.

Não admitem é o fim do foro privilegiado. Mas se isso acontecer, os corruptos já estão preparando mais uma "solução". Estão redigindo outra barbaridade, que chamam de Vara Especial. Essa Vara julgará ou julgaria os que hoje têm direito a esse foro privilegiado.

Outro recurso: o abuso do tempo, do qual vão usar e abusar. Pretendem regular o encaminhamento do projeto no senado, com o andar das punições da Lava-Jato. Não adiantará nada, a comunidade está alerta. Os corruptos sabem disso. Mas não querem subir ao cadafalso, silenciosos e de olhos vendados.

GILMAR MENDES CONTRA A LAVA-JATO, PLANO FUTURO

Personagem dele mesmo, se completa aparecendo diariamente na mídia. De preferência atirando no Procurador Geral, agora. Ou como fez no passado contra o juiz Moro, só que neste caso a resposta veio na hora, de corpo presente. Para o seu projeto futuro, precisa de holofotes, suas credenciais não são suficientes para atravessar a Praça dos Três Poderes. Indo de um palácio onde acredita que trabalha. Para outro no qual na certa ficaria vegetando.

Sua predileção ou preferência, é agredir Ricardo Janot.  Sem provas ou documentos, acusa repetidamente o Procurador Geral, de facilitar o vazamento de documentos sigilosos. Qual seria o interesse dele, que pode pedir ao ministro Fachin a publicação oficial.  Mais cedo do que imagina, Gilmar estará aposentado e morando no apartamento de Portugal. 

Blairo Maggi sabe tudo

Foi o jornalista Elio Gaspari que identificou dessa forma o Ministro da Agricultura. Num artigo magistral de 103 linhas, desmascarou Sua Excelência. Não sobrou nada. Ele não se salvou nem mesmo depois do artigo, com a afirmação contraditória: "O prejuízo interno do país, é muito maior do que o externo". Não se esperava de sua Excelência, tanta IDIOTICE.

 (Estou usando essa palavra, já usada e repetida duas vezes pelo ministro. A primeira vez para atacar os que acreditaram que os produtores exportadores estavam utilizando PAPELÃO para acumularem mais lucros. A segunda, pelo conjunto da obra, dele, dos exportadores, dos frigoríficos, pelos donos da FGR e da FBS). 

Sou tentado a reproduzir 12 linhas das 103 publicadas, não resisto á tentação. Pois essa transcrição é fundamental, simples e elucidativa, para que se tome conhecimento de tudo o que aconteceu ou provocou a contradição do senhor Blairo. Quanto aos outros personagens, apenas cumpriram a rotina dos seus vastos negócios.

De acordo com o prometido, as suculentas 12 linhas entre aspas.

"O ministro tornou-se patético, quando acompanhou o coral dos agros mandarins Trata-se de uma casta capaz de gastar os tubos para publicar um manifesto, Essa charanga considera o desastre u coisa pontual, produto de desvios de conduta, que devem ser repudiados e combatidos. Intitulam-se ASSOCIAÇÕES DE PROTEINAS".


terça-feira, 21 de março de 2017

Romero Jucá, o porta-voz da politicalha

HELIO FERNANDES

Enquanto os Três Poderes agonizam, desarmônicos e hostis entre si, um dos personagens mais comprometidos e desmoralizados, aparece em publico, e proclama estarrecedoramente: "Se exterminar a política, o país vai para uma aventura".

Ha dezenas de anos não se faz política no Brasil, e sim a mais vil, deprimente, degradante e corrupta politicalha. E o mais comprometido de todos, que contamina tudo  ao seu redor,tem a audácia de ligar o sinal de alerta.Lá do distante estado de Roraima, foi tudo, ininterruptamente.

 Se tivesse nascido num estado grande e poderoso, (São Paulo, Rio, Minas) já teria sido presidente da Republica. Serviu a todos os governos e presidentes. Ministro da Previdência nomeado insensatamente por Lula, foi demitido antes de completar 4 meses,os deslizes eram maiores do que a paciência do próprio presidente .Mas inexplicável e incompreensivelmente , foi feito líder do mesmo Lula  no Senado Passava a ocupar a liderança que exercera no governo FHC

A LIDERANÇA COMO HERANÇA

Lula passou o cargo a Dilma, mas Romero Jucá, inatingível, continuou. No rumoroso e tormentoso processo de  impeachment, pela primeira vez abandonou a liderança, vestiu-se de almirante, comandou o que ele mesmo identificou como "desembarque do PMDB do governo Dilma". Vitoriosa a travessia com Temer empossado sem voto, sem povo, sem urna, Jucá é nomeado  estrepitosamente e com todos os poderes, Ministro do Planejamento.

Tido e havido como o  segundo político com mais transito e intimidade com temer(o primeiro natural e  permanentemente,Eduardo Cunha) Jucá foi nomeado Ministro do Planejamento. Durou pouco mais de  uma semana,demitido e como de praxe, transferido para a liderança no Senado.

ENVOLVIDO COM A LAVA - JATO, PEDE TODO CUIDADO COM O PAÍS
   
Não ataca de frente a investigação de Curitiba, mas afirma textualmente: "No final dessa operação, a política estará melhor. "E logo acrescenta: "Mas não podemos correr o risco de chegar a 2018, vulnerável a qualquer tipo de loucura". Sempre prudente, previdente e cauteloso, é um dos articuladores da famosa "lista fechada".

Diz que não é oportunismo, apenas manter a representatividade atual. Impedir que apareça algum aventureiro. Falou por mais de duas horas, quase pagina inteira. Jornalisticamente, um achado. Politicamente, crime premeditado contra a sempre traída opinião publica

Seu mandato termina em 2018, está em plena campanha eleitoral. Sabe que num um não será punido, e voltará com um novo mandato de 8 anos. Tão certo disso, que já está conversando para ser presidente do senado em 2019. Diz a mesma coisa para um auditório de  senadores assustados: "Eu sou o único  capaz de absolver vocês todos.

Como tinha que terminar da forma como falou, e sabendo que lidera um  grupo enorme, não apenas no senado, mas também  na Câmara, fica um tempo silencioso, pensaram que havia encerrado. Mas volta com essa frase, que transcrevo textualmente.

"QUEM VAI JULGAR  ESSAS  PESSOAS È DEUS. EU SOU VITIMA DESSE PROCESSO"

Voto em lista fechada

A ministra Carmen Lucia fez a proposta: consulta popular para a reforma política. Tudo que tem apoio popular merece respeito. Mas essa questão que pretendem submeter ao povo, é muito complicada. Adotar o voto em lista fechada para favorecer todos os corruptos, é um risco muito grande. Os corruptos com mandatos e foro privilegiado, controlam os colégios eleitorais, se elegerão  sem trabalho, ficarão na cabeça das listas. Tem que ficar no mínimo como está. 

 Fusão Kroton  - Estácio

São as duas maiores empresas comerciais do setor de Educação. A fusão ainda não completada  tem o objetivo de afastar a concorrência. (O mesmo padrão desnecessário da fusão Sadia-Perdigão). A fusão no setor de educação,pode se transformar num escândalo colossal. 

 As verbas do FIES, estão indo em massa para a Kroton-Estácio. Os educandários que precisam e não são prioritariamente  comerciais, estão enfrentando tremendas dificuldades. O Cade, que controla o setor, começou a criar embaraços para a fusão, desistiu.

O Reino Unido contra o Brasil

Foi o mais exorbitante na questão da carne. Alem de imediatamente suspender todas as compras,  tomou medidas extras. Criou um serviço de controle rigoroso de fronteiras. Pessoas são impedidas de entrar com carne brasileira, mesmo que seja exclusivamente para consumo domiciliar.

Temer, ontem, não saiu da televisão

Diversas vezes e em varias televisões,sempre criticando a policia federal. Usou até a palavra ALARDE, para denominar o comportamento que tiveram. Exagerou, "eles criaram um embaraço econômico para o país". Como tudo era consequencia de  corrupção, o indireto queria o quê?

O Ministro da Agricultura demitiu 2 superintendentes importantes, alem de dezenas de funcionários comprometidos.

MOODYS

A agencia de riscos, está  sempre vigilante  em  relação ao Brasil. Comunicado de agora:" A operação carne fraca, vai trazer grandes problemas e prejuízos para muitas empresas". O obvio. ULULANTE, se quisermos lembrar de Nelson Rodrigues.

PS- Ontem á tarde, foram depositados 250 milhões de reais, nas contas do  do governo do Estado  do Rio.Hoje, quarta, 147 mil famílias de aposentados e pensionistas, receberão 1 mês atrasado.

PS2-Essa é uma parte  dos 350 milhões desviados pelo ex-governado. Faltam 100 milhões que não demoram a voltar.


JT era para ser uma justiça pacificadora
(...) “perguntamos: Qual é a real formação civil de um juiz? Teria ele advogado? Ou trabalhado em alguma empresa, ou mesmo ter possuído algum negócio? Saem do nada, para ditar regras de direito, deformando títulos legais, tudo em nome de uma liberdade conquistada em pleno pulmão da ditadura de 64, com a mão vetusta, e a Lei da Magistratura Nacional - Loman.
ROBERTO MONTEIRO PINHO                              
Quando se fala em conflitos trabalhistas, é preciso refletir sobre a essência da palavra, para que o mal menor não se transforme num mal maior. Com o devido reparo dos que não se dão ao trabalho de pesquisar e consultar as informações dos portais dos tribunais e do Ministério do Trabalho e Emprego estou discordando dos números do desemprego recém divulgados, de que a população ativa (empregada era de 45 milhões).
Na informalidade (sem CTPS anotada) temos 60 milhões. Com isso, a demanda de ações no judiciário brasileiro atingiu total de 115 milhões (desses 34 milhões na justiça laboral). Só na laboral em 2016 ingressaram 4.4 milhões de novas ações.
Hoje são 14 milhões desempregados. (75 milhões informais) e 38 milhões empregados. Em conseqüência dos dissabores da relação laboral, em 2020 teremos 150 milhões de ações. E vamos gastar R$ 400 bilhões para sustentar os tribunais no país. 30% desse valor serão destinados para a Justiça do Trabalho, onde 97% serão para pagar a folha de servidores.
O custo Brasil, tem ingredientes maléficos, um deles o que acabo de alinhar. Quando falo em pacificação, me refiro inicialmente abrupta relação: juízes/serventuários com a comunidade. O preciosismo e as armadilhas das leis trabalhistas, e ainda das decisões dos juízes, desembargadores e ministros da especializada do trabalho, são em sua maioria fora da realidade do próprio negócio. Multinacionais quando se defendem na justiça, possuem os melhores serviços de advocacia.
Das ações na justiça laboral, 67% encalham na fase de execução. E mais da metade se tornam insolúveis. As indenizações arbitradas nas sentenças lotéricas dos seus juízes, superam até os mais otimistas dos advogados que militam nesta justiça.Levar uma revelia na JT, o melhor é fechar o negócio e evaporar. A visão deste cenário deprime e amargura a população que padece com seus magros salários, e distante uma eternidade dos privilégios dos atores internos dos tribunais.
Se extinta a especializada, serventuários debochados, irônicos, ameaçadores e intimidadores, despreparados e pernósticos e seu juízes terão que se contentar em deixar sua "zona de conforto", e terminar seus dias atrás de um balcão rabugento, onde não poderão mais, ofender e pisotear nos demandantes e advogados. EM SUMA: O FIM DESSA JUSTIÇA FOI TRAÇADO PELOS SEUS PRÓPRIOS ATORES.
Perguntamos: Qual é a real formação civil de um juiz? Teria ele advogado? Ou trabalhado em alguma empresa, ou mesmo ter possuído algum negócio? Saem do nada, para ditar regras de direito, deformando títulos legais, tudo em nome de uma liberdade conquistada em pleno pulmão da ditadura de 64, com a mão vetusta, e a Lei da Magistratura Nacional - Loman.
Enquanto o segmento que mais emprega, o pequeno e o micro empregador padecem a deriva das decisões contrárias, impedidos de recorrer diante das taxas absurdas dos recursos, para fazer valer texto de lei, ignorados por juízes desfocados, cujas sentenças são na verdade mera interpretação e inovação. Em 2015 lancei a obra, JUSTIÇA TRABALHISTA DO BRASIL - o fenômeno social agoniza. Em suas páginas estão registradas essas e outras observações, com todo esmero e seriedade, que o tema merece.
Agora uma avalanche composta de pessoas de profundo saber jurídico e que já concluíram que é necessária a medida extrema de extinguir a JT. E se isso ocorrer, ao contrário dos paternalistas que lutam para preservar o status e o elenco de privilégios concedidos de forma criminosa por eles mesmos em suas decisões nos tribunais superiores.
Quanto ao trabalho, a mais valia, estará garantida e os direitos ínsitos em lei, estarão preservados. Uma justiça onde um juiz se negou a fazer audiência com um trabalhador porque ele calçava chinelos, não é digna de se manter na estrutura da Republica.
Quem assiste às sessões dos tribunais trabalhistas, sofre constante com o desmerecimento que esses fazem dos representantes da Ordem dos Advogados do Brasil.


segunda-feira, 20 de março de 2017

O ESCÂNDALO DA CARNE ADULTERADA

HELIO FERNANDES

Depois das empreiteiras roubalheiras, surge o escândalo dos maiores frigoríficos do mundo, todos brasileiros. A BRF e JBS, de passado escabroso e duvido, representam o mesmo que a Odebrecht, só que no setor de carnes. Foi um estrondo que abalou o Brasil e o mundo. Basta verificar: 14 milhões de frangos são abatidos diariamente, e vendidos para 150 países.

Alem de carne suína, bovina e de aves. Na sexta feira quando se completavam 3 anos da Lava-jato, a comemoração foi varrida de jornais e televisões, substituída pelos grandes frigoríficos representados pelos dois maiores: BRF e JBS, ambos de passado polemico e duvidoso.

A primeira, marcada pela fusão da Sadia-Perdigão, desnecessária, mas imprescindível para liquidar a concorrência. A JBS maculada pela espantosa e espetacular campanha de publicidade do FRIBOI. E logo a seguir, essa mesma JBS, era enquadrada por ter roubado, os 4 maiores fundos estatais: Banco do Brasil, Correios, Petrobras, Caixa Econômica.

Um dos irmãos, donos da JBS, foi preso, mas só por 3 dias. Depositaram 1 bilhão e 350 milhões, para 'prevenir' prejuízos futuros. Agora reaparecem nessa denuncia das carnes adulteradas e apodrecidas.

PREJUIZOS NA EXPORTAÇÃO

As vendas do Brasil para 150 países, oscilam entre 7 e 10 % do que vendemos. Os 150 compradores já se movimentam. Na sexta feira mesmo, o embaixador da União Européia no Brasil, recebeu ordens. Procurar a maior autoridade no assunto, e exigir explicações. Telefonou para o Ministro da agricultura, se encontrarão hoje.

O presidente indireto jantava numa churrascaria, dizia, 'o caso não tem maior importância'. Os compradores tinham convicções inteiramente diferentes.

JBR E JBS NÃO PERDEM TEMPO

Logo no sábado e domingo, as duas compravam espaço de texto corrido, nas mais diversas televisões.

A JBS COMPRAVA PAGINA NA FOLHA

Tentava de todas as maneiras mostrar, 'não compactuamos com nada que coloca em risque sua responsabilidade e alta reputação'. E terminava com um rodapé, textual: 'A gente só produz os alimentos que a gente coloca na mesa de nossas famílias'.

Qualidade é a maior prioridade da JBS e de suas marcas. Encerrava a defesa com 10 itens, tentando mostrar que não tem macula e nada atinge sua reputação. Acreditávamos que fossem explicar o roubo e o rombo nos fundos estatais.

1.100 policiais cumpriram 310 mandados de busca e apreensão. Dezenas de prisões, incluindo um figurão, no aeroporto, ia fugindo. 

Segundo o Ministro da Agricultura, um DESASTRE

Alem dos encontros, ele passou o dia na televisão. Horas e horas, é o assunto do dia. Nenhuma noticia positiva todas obviamente negativas. Dos 150 países compradores de carnes diversas, o Brasil recebeu noticias que podem ser sumarizadas na palavra SUSPENSÃO. E as coisas só irão piorar. O ministro demitiu 2  superintendentes importantes, criou uma força tarefa para acompanhar os fatos

Alguns países não foram tão drásticos em relação ao país, mas identificaram os vendedores com os quais não queriam mais negociar essas empresas VETADAS, dominavam o mercado com muitas empresas. Tinham nome sobrenome, mas eram conhecidas pelas iniciais: BFR e JBS. Conhecidas pelo passado e pelo presente, comprometem o futuro do Brasil no setor de exportação.

Marcelo Brettas volta atrás

Fui dos primeiros a comentar a decisão do magistrado, mandando libertar a mulher de Sergio Cabral, pelo fato de ter 2 filhos pequenos. Elogiei o ministério publico por ter entrado com o recurso. E lembrei, já elogiei muitas vezes o magistrado. Volto a elogiá-lo, pelo reconhecimento de que estava errado ou equivocado.

 Explicação da Lava-jato

Ricardo Boechat, fez excelente entrevista com o Coordenador da Lava-Jato, Deltan Dallagnol. O jornalista perguntou o indispensável, o Procurador não deixou nada sem resposta. “Primeira pergunta, situando o problema:” A Lava- Jato é contra o Lula e o PT? Dallagnol fez explanação articulada mostrou que existem investigados. acusados e até presos, do PMDB, PSDB, PDT, PP, e mais e mais.

Foi um dialogo completo e nada hostil, Dallagnol deixou bem claro, que a força tarefa de Curitiba, não tem a menor culpa da possível lentidão do processo.

A propósito: o segundo mandato de Rodrigo Janot, acaba em setembro. Existem duvidas se pode exercer o terceiro mandato, e se pudesse, seria nomeado. Se não puder, o candidato natural e absoluto seria Dallagnol. No caso duas duvidas. 1- Seria nomeado? 2- Se fosse indicado, seria aprovado pelo Senado?


UM CONGRESSO CONTAMINADO QUE PERDEU A CONFIANÇA DO POVO BRASILEIRO. LULA, DILMA, TEMER E FHC UM DESPERDÍCIO E TOTAL CRUELDADE COM UMA NAÇÃO QUE DEVERIA FIGURAR NO TOPO DO MUNDO. TUDO EMPOBRECEU. CONGRESSO, EXECUTIVO E JUDICIÁRIO. A CATÁSTROFE DE UMA METAMORFOSE CRIMINOSA E HIPÓCRITA DE POUCOS EM PREJUÍZO DE MUITOS. E A CONFIANÇA NO EXTERIOR: DOIS GRAUS ABAIXO DE ZERO.

ROBERTO MONTEIRO PINHO

A lista de pedidos de abertura de inquéritos elaborada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot com base em depoimentos de delatores da Odebrecht deveria ter chegado na segunda-feira (20) ao gabinete do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin, relator das ações penais da Lava Jato na Corte.

Informações publicadas pelo jornal O Estado de S.Paulo , revela que a lista de Janot tem um total de 107 alvos de investigação. Isso não quer dizer, necessariamente, que se trata de 107 nomes diferentes, já que uma pessoa pode ter mais de um pedido de diligências. Também não significa menos pior. O crime é de todos.

Ao todo, a lista da PGR tem 320 solicitações ao STF, sendo 83 de abertura de inquéritos, 211 de transferência para tribunais de primeira instância (nos casos de pessoas que não têm foro privilegiado), sete arquivamentos e 19 referentes a outras providências não especificadas. O conteúdo ainda está mantido sob sigilo de Justiça – cabe a Fachin decidir se retira ou não o segredo processual.

Seis ministros de Temer na lista. O listão da PGR já vazou para a imprensa. Reúne seis ministros do governo Michel Temer (PMDB-SP). São eles: Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), das Relações Exteriores; Bruno Araújo (PSDB), das Cidades; Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil; Gilberto Kassab (PSD), de Ciências, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Marcos Pereira (PRB), de Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência da República.

Os ex-presidentes Lula da Silva e Dilma também estão na lista (ambos do PT), bem como dos ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, que integraram o primeiro escalão do governo federal durante os governos petistas. Como os quatro não possuem mais mandatos, perderam o foro privilegiado. Por esse motivo, não deverão ser julgados pelo STF, e sim por tribunais de primeira instância.

A PGR solicitou abertura de inquérito contra dez governadores, entre eles Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ), Fernando Pimentel (PT-MG), Tião Viana (PT-AC), Beto Richa (PSDB-PR) e Renan Filho (PMDB-AL).

Entre os parlamentares, a lista de Janot inclui os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Jorge Viana (PT-AC), Marta Suplicy (PMDB-SP), Lídice da Mata (PSB-BA), Aécio Neves (PSDB-MG), Edison Lobão (PMDB-MA), José Serra (PSDB-SP), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR), além dos deputados Marco Maia (PT-RS), Andrés Sanchez (PT-SP), Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), José Carlos Aleluia (DEM-BA) e Paes Landim (PTB-PI). São citados ainda os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Como podemos observar o nome de Aécio Neves não figura na lista. Agora o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, determinou o arquivamento das investigações de uma acusação contra o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB. Fachin seguiu a recomendação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que concluiu que o crime atribuído pelo ex-senador Sérgio Machado (CE) a Aécio prescreveu.

Ou seja, o Estado perdeu o prazo para julgá-lo. O caso ficou parado nas gavetas de Janot por meses.

O procurador-geral pediu autorização do Supremo para apurar a denúncia em 4 de outubro. No mesmo dia, o tribunal pediu a Janot que se pronunciasse sobre o assunto. Mas só no início deste mês ele se manifestou. Avisou à corte que o crime de corrupção passiva atribuído ao senador prescreveu. Ele só poderia ter sido punido até 2016.
Nossa República é um caso sério. A volúpia que encandesce o país, Ludibriam 208 milhões de brasileiros, montando o maior conluio político, para ter vantagens (vide a corrupção revelada), e manter a frente do poder. Neste modelão de extrema violência contra o estado de direito, estão os partidos.

Temos um Congresso cruel, contaminado. Uma verdadeira catástrofe de uma metamorfose criminosa prejudicando muitos. O Brasil poderia estará no topo do mundo. Lula, Dilma, Temer e FHC um desperdício de tempo, sem a confiança do povo brasileiro.

E a confiança no exterior é igual a temperatura de NY-EUA, dois graus abaixo de zero.




Três anos de Lava Jato

FERNANDO CAMARA

A nova lista do Janot não trouxe nenhuma surpresa, e todos os dias vão pingando novos nomes. Domingo, 19tabela, o jornal O Globo, o mais vendido do estado do Rio de Janeiro, cravou o nome do deputado Júlio Lopes PP/RJ e deixou claro que o parlamentar não tem saída.

Centenas de políticos foram delatados e nenhuma autoridade do Poder Judiciário consta sequer entre os investigados. Isso, sim, é surpreendente. 
Todos foram rigorosamente delatados, nenhum foi descoberto por alguma investigação do MP ou da PF, durante 25 anos. Com as próximas divulgações de áudios e vídeos a partir desta lista, vamos nos divertir com a chacota e nossas desgraças.

Anistia ao Caixa 2

O dinheiro foi recebido como doação legal, mas o diretor da estatal orientou o depósito na conta do partido. Então o dinheiro pode ser legal, mas o ato em seu conjunto foi criminoso, e já foi delatado.

Não há a menor possibilidade de uma "Anistia ao Caixa 2" ser aprovada no Congresso Nacional, mas o Sobrenatural de Almeida existe e trabalha duro nos bastidores. Apesar de a sociedade se opor, há a chance de algumas amenidades serem apresentadas. Olha o jabuti!

Economia

Números positivos confirmam que a economia parou de piorar.

PMDB de Minas Gerais quer o ministério

Quer tanto que pode ser qualquer um. Três candidatos já estão em disputa:
Rodrigo Pacheco, que busca para si a sabedoria deixada pelo Eduardo Cunha.
Leonardo Quintão, que é muito competente, sempre compete.
Mauro Lopes, que acha que o presidente Temer lhe deve muita amizade.

Carne Fraca

São 21 unidades de processamento animal já citados pela PF, podendo aumentar, três delas já interditadas cautelarmente (todas de Frango). Duas pequenas unidades no Paraná, e uma Unidade da BRF em Mineiros-GO, já fechada para exportação desde fevereiro. No Brasil, temos 4.837 Unidades de Processamento Animal. Em apenas 21 foram encontradas algum tipo de irregularidades. Irregularidades que não são "carne podre".                                     

Nada menos do que 11 mil servidores estão no quadro do Min da Agricultura, e apenas 33 são citados pela PF por desvio de conduta. Não há, até o momento, nenhuma unidade bovina ou suína com possibilidade de interdição. Toda carne produzida e processada no Brasil é rastreada.

A PF não descobriu as irregularidades, a Operação tem origem em denúncia de funcionário do Ministério da Agricultura. Em 2011, algumas irregularidades foram constatadas como crime e em 2012 o ministro Mendes Ribeiro PMDB/RS as encaminhou para o MPF e para a Polícia Federal.

Carne Fraca II

Tudo indica que asetores da PF esta aproveitando para dar recados ao Serraglio. Quem ganha dinheiro com esta situação de má informação?

O episódio não sacudiu apenas o setor alimentício, mas também a imprensa, que ainda mostra sinais de muita imaturidade para lidar com informação. Confundir ácido ascórbico (vitamina C) com ácido sórbico (conservantes), ambos permitidos na indústria pode ter sido ato falho, mas pegou mal.

Reforma trabalhista

Este debate não para, não cessa, e o relator, deputado Rogério Marinho, vai a todas as reuniões e ouve pacientemente a todos.

Ouviu o presidente da FENAINFO pedir adequação para a contratação de profissionais que desejam trabalhar em casa, depois ouviu uma saraivada de reclamações de deputados do PT que não querem trabalhadores exercendo a sua profissão em casa, trabalhando com o computador ligado e um prato de comida ao lado.

Reforma da Previdência

Esse debate vai para as rua,a,pois o Governo não teve o necessário cuidado para preparar e disponibilizar as informações. Não passará da mesma forma que chegou ao Congresso.

Renan e Reforma da Previdência

Renan tem claro que os dirigentes deste Governo podem tudo sem a ajuda ou sem o apoio dele, e assim segue o seu caminho se aproximando das "vozes das ruas", ou melhor das "vozes das ruas contra a Reforma da Previdência".

Cadê o ministro Antônio Imbassahy?

Crise e Crises. Cadê o ministro Antônio Imbassahy? Ah! Achei. Está concedendo uma entrevista exclusiva ao jornalista Roberto D'Ávila.

O Tempo

O tempo passa e as denúncias, que deveriam ser apuradas pelo STP prescrevem.

Enquanto isso Lula faz campanha

A nota dissonante – e bizarra – ficou por conta da (re) inauguração de parte das obras do rio São Francisco. Com Dilma. Estaria nessa viagem a formação da chapa Lula-Dilma? Nada mais adequado.