Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 2 de julho de 2017

A DENÚNCIA CONTRA TEMER, CHEGA AO PLENÁRIO DA CÂMARA

HELIO FERNANDES

Recebida ontem, foi imediatamente lida. Determinação do próprio AINDA presidente. Por que essa pressa vinda do acusado, momentaneamente em liberdade? O RÉU preso é que exige velocidade no julgamento. Na analise e conseqüente estratégia dos apaniguados de Temer, a denúncia contra ele será recusada por mais dos necessários 172 deputados.

Convicto da absolvição quer logo a votação, na CCJ e no plenário. Deu ordem a Rodrigo Maia que era importante o plenário vazio, para duas conclusões. 1- Ninguém podia pedir a palavra, retardar a leitura. 2- Dar a impressão de que ninguém está preocupado com a questão, nem consideram um problema.

AÉCIO, LIVRE E COM MANDATO

Ia ser julgado ha 15 dias, o relator, Ministro Marco Aurélio recusou 2 pedidos de adiamento. Ficou estabelecido que seria naquela terça feira, os 5 membros da Primeira Turma examinariam o pedido de prisão, vindo da PGR.

Escrevi que o relator votaria a favor da liberdade de Aécio, mas ele seria preso por 3 a 2. Explicação do repórter: "O Ministro gosta mais de soltar do que de prender". Citei até o caso do goleiro Bruno, que praticou crime horrendo, e foi libertado. Mas não houve explicação para a prorrogação do julgamento, sem data marcada.

Surpresa maior reservou o relator para o fim de semana. Às 10 da manhã, proclamou MONOCRÁTICAMENTE (desculpem a palavra) a reviravolta. Recusou o pedido de prisão, e autorizou Aécio Neves a REASSUMIR o mandato. Os outros 4 ministros da Turma, tão surpreendidos quanto este repórter. 

Aécio pode participar da sessão, ou ir passear na sua "casa”. Da qual estava afastado, por decisão do próprio Supremo.

E o PSDB está na obrigação de reconduzir Aécio á presidência do partido. Se não o fizer, estará desconsiderando decisão do Supremo.
A FALA DO BANCO CENTRAL  

Seu presidente em geral é moderado e discreto, rigorosamente o contrario do Ministro da Fazenda. Só que aproveitou o fim de semana e Brasília quase vazia, apesar da proximidade do recesso, para vir a publico. Desnecessariamente. Textual: "A incerteza política, atinge a inflação". Lugar comum mais do que conhecido e reconhecido.

O que devia explicar não explicou: a razão de não ter havido redução da Selic, na ultima quarta feira. Dois dias antes, rumores de que em vez do prometido 1%, baixariam 0,75% ou até 0,50%. Nem isso e silencio total. Os juros estão muito altos, prejuízo para o país e a comunidade. Lucros para os poderosos, que pressionam para não haver redução, Não estão investindo, ganham com a aplicação. Que Republica.

PETROBRÁS

Da empresa vem a noticia da nova estratégia de preços: AUMENTOS diários dos combustíveis, nas bombas. E o comentário do próprio presidente: "Essa nova política DEVE aumentar a receita". Inteiramente desnecessário esse condicional DEVE. È lógico que a receita vai crescer, desgaste da comunidade. Que pagará mais caro diariamente. 

A Petrobras, que se deixou roubar em centenas de bilhões, (em outras administrações, claro) pretende a recuperação em cima do cidadão. Não sabe ou não quer saber, que 80 por cento dos que têm carro, precisam dele, para a sua atividade diária, Indispensável.

COMBUSTÍVEL

Tenho um amigo muito inteligente, Luiz Fernando Rudge. Lúcido, costuma alertar: "Não se iludam. Num posto, pagamos imposto. Agradecidos e como brinde, nos dão gasolina".

PARABÉNS

Merecidamente para o Ministro Fachin, que libertou o ex-deputado Rocha Loures. Era torturado embora não fisicamente. Não é justo ficar preso enquanto Temer, que o corrompeu, está em liberdade. Loures era o apanhador, Temer beneficiário e aproveitador.

Alem de tudo, nada mais justo que fique livre, no momento em que Aécio Neves é libertado e favorecido. O senador tem todas as condições de OBSTRUIR a Justiça, exatamente como Temer. Os dois se corromperam por vocação e convicção, e corromperam os que estavam em volta deles.

Loures se comprometeu como apanhador do presidente, um fato inédito. Mas nem se compara a Temer ou Aécio, que enriqueceram de forma ILEGÍTIMA, pelo prazer de ver aumentar as fronteiras de suas contas bancarias. 

A FOTOBIOGRAFIA DE OSWALDO ARANHA 

Admirável  em  tudo, trazendo para o momento, lembranças e realidades, de um dos maiores personagens da nossa Historia. Um dos raríssimos a quem se pode identificar com a palavra ESTADISTA, sem duvida ou arrependimento. Realizado, admirado e respeitado, não só interna mas também externamente.

No livro GIGANTESCO, tudo foi pensado, criado e executado. Começa mostrando em duas paginas 41 fotos dele, cada uma melhor e mais extraordinária do que a outra. Nada surpreendente, ele era totalmente fotogênico, daí o livro ser apresentado não apenas como biografia, mas ganhando também a representação de FOTO, embora se sustente muito bem como BIOGRAFIA.

Essa notável edição, termina com outras duas paginas apenas com caricaturas, ele foi imortalizado, todos os caricaturistas, a partir de 1930, não o abandonavam por nada. São também 41 traços famosos, nenhum se repetindo. O texto é elucidativo, claro, definitivo. 

 Os autores, dois netos e irmãos, Pedro Corrêa do Lago e Luiz Aranha Corrêa do Lago, assinam textos excelentes. Luiz como Apresentação. Pedro como Introdução. Lendo, a impressão é que a autoria é dos dois, embora na capa, o único nome seja o do Pedro, o que não prejudica em nada a edição e o prazer de lê-lo ou folheá-lo. Apesar da dificuldade, pois como eu disse no inicio, é um livro GIGANTESCO, qualquer que seja a interpretação da palavra.

AÉCIO, LIVRE E COM MANDATO

Ia ser julgado ha 15 dias, o relator, Ministro Marco Aurélio recusou 2 pedidos de adiamento. Ficou estabelecido que seria naquela terça feira, os 5 membros da Primeira Turma examinariam o pedido de prisão, vindo da PGR.

Escrevi que o relator votaria a favor da liberdade de Aécio, mas ele seria preso por 3 a 2. Explicação do repórter: "O Ministro gosta mais de soltar do que de prender". Citei até o caso do goleiro Bruno, que praticou crime horrendo, e foi libertado. Mas não houve explicação para a prorrogação do julgamento, sem data marcada.

Surpresa maior reservou o relator para o fim de semana. Às 10 da manhã, proclamou MONOCRATICAMENTE (desculpem a palavra) a reviravolta. Recusou o pedido de prisão, e autorizou Aécio Neves a REASSUMIR o mandato. Os outros 4 ministros da Turma, tão surpreendidos quanto este repórter. 

Aécio pode participar da próxima sessão, ou ir passear na sua "casa”. Da qual estava afastado, por decisão do próprio Supremo. A nota oficial  do PSDB, exaltando a credibilidade de Aécio,". E a justiça feita a ele", é um Tratado de hipocrisia. Pois os que redigiram a nota, começaram a se aglutinar para que Aécio não volte á presidência da legenda.

E o PSDB está na obrigação de reconduzir Aécio á presidencial do partido. Se não o fizer, estará desconsiderando decisão do Supremo.

GILMAR MENDES: EXIBICIONISTA E ANTROPÓFAGO DA COMUNICAÇÃO

Ele é as duas coisas, diariamente. Aparece mais nas televisões do que os próprios profissionais. Pratica as maiores extravagâncias para freqüentar as primeiras dos jornais. Não tem limites nem fronteiras, era capaz de atravessar o "Muro de Berlim", para ficar do outro lado da moralidade e da credibilidade.

Só para registrar um episodio de quinta feira. 24 horas antes de falar e votar no Supremo, convidou para jantar em sua casa, 3 personagens que serão julgador por ele na Lava-Jato: Temer, Eliseu, Moreira Franco. Na tarde seguinte, durante 2 horas e 40 minutos, enfileirou impropérios e insultos contra o Procurador Geral da Republica. Só faltaram palavrões.

Em plena sessão, como faz sempre, derrotado, deixa o plenário. Antes, passou pela presidente, beijou Carmen Lucia na testa. Demoradamente para poder ser fotografado. No dia seguinte, essa foto na primeira pagina de 2 jornais.


Perde na votação, acredita que ganha na comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário