Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 17 de agosto de 2017


TEMER ADORA POLITICALHA, NO PARTIDO, DENTRO E FORA DA CÂMARA

HELIO FERNANDES

É o político vil, iconoclasta, imprudente, incompetente, que transforma tudo em corrupção, e lógico, politicalha. Foi sempre o inolvidável carreirista, sem a preocupação de fazer carreira, disputando cargos com o referendo do povo Com mais de 50 anos de vida publica, foi sempre deputado federal e presidente do PMDB.

Deputado era sempre assíduo primeiro e segundo suplente, assumia logo, com prêmios a quem lhe garantia a vaga. Mesmo como suplente, foi presidente da Câmara, graças ao malabarismo eleitoral do então grande amigo Renan Calheiros. Também recompensado com o cargo de Ministro da Justiça.Claro, nos tempos ominosos e nada gloriosos de FHC.

 Jamais foi candidato a senador ou governador, disputas coerentes e até obrigatórias para quem já presidira a Câmara. Preferiu ser secretario de Segurança. E personagem de Carandiru. Foi sempre presidente do PMDB, nem de longe faz parte da historia gloriosa do MDB da resistência.

PARTICIPA DA "REFORMA" POLITICA, E DO SONHO DA VOLTA DO MDB.

Nos escombros da Câmara, no atoleiro e no despenhadeiro, ás escondidas mas ostensivo ,tudo sob o comando dele e dos deputados servis e subservientes. Distrito, distritão, semidistritão, tudo que servir a essa canalha que só cuida da politicalha. E em se tratando de corruptos, não podiam deixar de dar preferência a dinheiro. E alto.

Então cuidaram de garantir financiamento, para que todos continuem com os mandatos, não sejam surpreendidos. Com o referendo de Temer, estabeleceram o FUNDÃO com a verba de 3 BILHÕES e 600 MILHÕES de reais. Assombroso. Estarrecedor. Vergonhoso. Estão encontrando resistências, mas sabem que serão vencedores.

(Para demonstrar que são desprendidos e preocupados, decidiram: haviam aumentado o salário mínimo  em 42 reais, para 2018. De 737 para 779. Ontem reduziram esse salário em 10 reais, ficou em 769. Assim terão recursos para o FUNDÃO).

GENIAL: QUEREM QUE O PMDB VOLTE A SER MDB

A ideia foi de Romero Jucá, que jamais soube onde ficava o bunker do MDB, no Rio de janeiro. Sugeriu ao AINDA presidente Temer, que também em matéria de MDB, só ouvira falar. Mas aceitou a ideia, entusiasmado. O MDB foi um marco. A bancada dos autênticos, histórica, quase todos cassados. Este repórter,  cassado e preso mais uma vez,em 1966, 3 dias antes da eleição, tido e havido como o mais votado.

O "presidente" Figueiredo, acabou com os 2 partidos Arena e MDB, criou outros, com uma  exigência: tinham que começar com um P. Não sei quem em Brasília, pouquinha coisa mais inteligente, utilizou o P, transformou o MDB em PMDB.

Agora, depois de emporcalharem o presente, querem enxovalhar o passado. Não acredito que dê certo nem na Câmara nem fora dela. Essa politicalha não pode ser vitoriosa. E  não ha banho de lama, que purifique o PMDB. E como MDB, jamais.

GEDDEL VIEIRA LIMA

Ministro, criou problemas com o da Cultura, queria construir um apartamento em zona tombada. Demitido, provocou a demissão do outro, que não tinha nada a ver. Mas revelou a fragilidade do presidente Temer. Denunciado e preso, foi chamado pelo PGR, de "criminoso em serie".

Conseguiu um juiz generoso, que mandou-o para prisão domiciliar, sem tornozeleira e sem fiscalização. Agora, denunciado por obstrução da Justiça e improbidade administrativa, quando irá para a prisão de verdade?

A POLITICALHA VALIDOU O SUPLENTE

Nessa mudança vingança, que chamam de reforma política, uma proposta correta e decente: acabar com o suplente. Desabou um terremoto, destruíram a boa ideia. O suplente é uma violência e excrescência, nada mais anti-democrático.

Em 1978, em plena ditadura, FHC ficou suplente de Montoro. Em 1982, grande figura,Montoro se elegeu governador, FHC herdou 4 anos no Senado.Com o impeachment de  Collor, Itamar tinha 19 meses para governar e fazer sucessor

O suplente foi longe em arrogância e incompetência

TERRORISMO EM BARCELONA

Passei a tarde ligado na TV, alternando a BBC, o Canal Bloomberg e as daqui. 13 mortos e 50 feridos confirmados. A BBC ressalva que podem ser 18. A tristeza de que não ha mais tranquilidade, o terrorismo é doentio, cruel, avassalador.

Alem do mais, amo a lindíssima Barcelona, a cidade onde nasceu meu pai. Em setembro de 1946, depois de cobrir a constituinte de 1945, fiz minha primeira viagem á Europa, completamente destruída. A partir daí, toda vez que ia á Europa, dava um jeito de ir a Barcelona. Era o que eu queria fazer agora.

ADIARAM A VOTAÇÂO NA CÂMARA

Segunda e terça, muita conversa, mas sem numero. Na quarta, 470 deputados no plenário, mas centrão e evangélicos, disseram,"não ha consenso". Leiam: não houve concordância nos pagamentos. Agora é um terço em emendas parlamentares, dois terços em cargos.

Rodrigo Maia marcou a votação para terça feira. Um problema difícil de resolver: muitos dos cargos destinados á barganha, ainda não estão vagos. E os que apóiam Temer, não têm a menor confiança nele.


quarta-feira, 16 de agosto de 2017


JOÃO DORIA: "SOU GESTOR NÃO SOU POLÍTICO"

HELIO FERNANDES

Foi a sua primeira tentativa de surfar na onda que parecia dominar o mundo. Que provocara a surpreendente vitoria de Trump, que as pesquisas dos EUA diziam que "tinha 99% de possibilidades de perder". E que derrotara Le Pen na França, mas mantida o tempo todo nas manchetes.

Com isso, Doria surgiu do nada para candidato a prefeito da mais importante e populosa capital do país. E ganhava no primeiro turno. O que acontecia pela primeira vez, 67 anos depois de Janio Quadros. Mas não fôra vitoria dele e sim da tática e estratégia do governador Alckmin.

Imprensado no PSDB, ainda não totalmente desmoralizado, Aécio Neves seu presidente, não afastado do Senado e sem o pedido de prisão, Alckmin lançou um candidato fora do páreo e levou-o ao vencedor, se consagrando também e se fortalecendo para essa incógnita que é 2018. Mas era apenas o começo de um roteiro que não estava escrito. 

Logo depois da posse, Doria escancarava a ambição: "Não disputarei a reeleição". Ficava claro que não era nem político nem gestor, se afirmava apenas como carreirista. No mesmo dia comentei sua declaração de princípios, concluí o obvio. 

Lógico que não saltara ou assaltara a vida publica para disputar apenas um mandato de prefeito. Evidente que se projetava para 2018. O que existiria (suponhamos) nessa data. Eleição de governador e de Presidente da Republica. Se encaminha abertamente para as duas, com natural preferência para a pretensão mais alta.

O gestor nem se preocupa em aparecer, ou melhor, aparece como doador, DE GRAÇA, de bens públicos. Como publiquei com exclusividade. Vai entregar o Pacaembu, Interlagos, 100 praças públicas. 

Isso é o que pode fazer, perdão, desfazer, no pouco tempo que lhe resta. Está entregue á campanha de 2018, visivelmente presidencial, se atravessando no caminho do protetor, padrinho, impulsionador para a conquista do primeiro cargo.

È sabido que ignorância não é virtude. Doria tentar provar que deslealdade não é demonstração de caráter. E já conseguiu, se articula de todas as maneiras para enfraquecer Alckmin e tomar o seu lugar. Apesar da falta de constrangimento ao tomar esse caminho, ainda falta muita coisa para a concretização. Inicialmente precisa de um partido, apesar de não ser forte recomendação, o PSDB é rigorosamente de Alckmin, desde 1994 ele está no Bandeirantes.

Ainda falta muito tempo para definições. O que se pode garantir sem nenhuma duvida. Dentro de 7 meses e meio, o cidadão da capital de SP, terá um novo prefeito. O político e o gestor não se afirmaram, vai embora o carreirista, ainda sem carreira.

REFIS, O PARAISO DO SONEGADOR

È preciso, com urgência, liquidar a generosidade com os que não pagam impostos. Geralmente poderosos. Não pagam o que devem, investem,obtêm lucros, anos depois recolhem uma parte com  lucros enormes.

Temer e Meirelles montaram um novo refis. Fizeram os cálculos, recolheriam 13 bilhões. Mas reduziram 99% das multas e 99% dos juros, o recolhimento ficou em 420 milhões.

Que desgraça. Dos 13 bilhões sobraram 3%, desistiram, ninguém foi responsabilizado. Desprezar 99% dos juros e multas, zombaria e desprezo pela comunidade.

TRES ASSUNTOS TRES EXPLICAÇÕES

1- Bolsonaro foi condenado em segunda instancia, já condenado na primeira. Motivo: no microfone da Câmara, afirmara que a deputada Maria do Rosario "não merecia ser estuprada, é muito feia". Nenhuma mulher deve sofrer estupro. E seu critério sobre beleza, tão precário quanto seu caráter.

Tem que pagar 10 mil reais de multa, mas isso não prejudica os objetivos eleitorais. È dano moral, que não soma nem se enquadra na lei da "ficha limpa". Pode continuar espalhando besteira. 

2-O ex-medico que praticou quase 40 estupros em clientes sedadas e prontas para o tratamento, teve seu regime de prisão alterado pela quarta vez. Agora foi beneficiado por um magistrado (?) de fim de semana. Advogados conhecem o caminho das pedras, recorrem num sábado ou domingo, com plantonistas generosos. O ex-medico tarado já está  na mansão quilométrica e luxuosa dos Jardins.

3- As televisões por assinatura, sofreram grandes perdas no ultimo ano. Existem mais de 15 TVs por assinatura, mas três grandes que dominam o mercado:Sky, Directv, Net perderam em media 1 milhão e meio de clientes cada.

A assinatura custa 80 reais, portanto 120 milhões todo mês. Estão cansados de  de exibicionismo de apresentadores, que se divertem mais do que informam.O cidadão quer informação, e comentário independente. Estão tentando mudar, mas precariamente.

O IRRESPONSAVEL TRUMP JÀ ESTA A FAVOR DO RACISMO

Mudou rapidamente, disse com estardalhaço: "Os dois lados estão errados nessa questão". O fanfarrão não pode  ficar muito tempo na posição correta. Um presidente da Republica que não conhece a historia do seu país.

O tremendo racismo tem a mesma idade da Republica. Os negros são trucidados das formas mais cruéis. A única solução é estabelecer a igualdade de direitos, não importa a cor da pele. E punir os criminosos, sejam policiais ou qualquer tipo de repressor. Contemporizar com NAZISTAS e RACISTAS, é consolidar a desigualdade e a escravidão

A essência do trumpismo tem muito de desigualdade.






terça-feira, 15 de agosto de 2017

È CONSTITUCIONAL O IMPEACHMENT DE MINISTROS DOS TRIBUNAIS SUPERIORES

HELIO FERNANDES

Só que os que devem julgar, e que são os que têm que preservar a Constituição, não se interessam, não se preocupam, não providenciam. Pelo menos deviam fazer a denuncia, providenciar o processo, estabelecer o julgamento, deixar que os supostos acusados, se defendam.

Em menos de 25 anos, dois presidentes perderam o mandato. E um terceiro ainda não sofreu a mesma sanção por causa de uma contradição: vem sendo defendido no TSE, pelo próprio Ministro que  devia julgá-lo. E no processo pedido pelo próprio Supremo, é aconselhado por esse mesmo Ministro  que pode vir a julgá-lo.

Se presidentes podem perder o mandato, por que juízes provadamente relapsos, não podem sofrer a mesma punição? Vou fazer o resumo do mais corrupto, criminoso, comprometido de todos. Tem que ser resumo ou não haveria espaço.

1- O mais ruinoso, acintoso, ruidoso foi a libertação do corrupto criminoso Daniel Dantas. Preso na primeira instancia, recorreu ao Supremo, afirmou publicamente: "Tenho pânico da primeira instancia, LÀ EM CIMA eu resolvo". Devia ser intimado pelo Supremo a explicar a afirmação. Foi solto pelo Ministro sem toga. Preso novamente, libertado pelo mesmo irreverente e cúmplice ministro.

2-O  então medico Abdelmassih, autor do estupro nefando de 37 clientes, sedadas para serem tratadas(alem de 26 que constrangidas não quiseram processá-lo) condenado a 181 anos de prisão, foi solto por ele, fugiu, ficou 5 anos no Paraguai.

3- Chegou a sua vez de votar, perdia de 7 a 1, pediu vista. Ficou 14 meses com o processo importante. Não devolveu, ninguém protestou.

4- A partir de maio de 2016,presidente do TSE, fez tudo para impedir a cassação de Temer. Dilma já estava cassada, Lewandowski não suspendeu seus direitos, acusou o colega de decisão "extravagante e bizarra".

5-O processo continuou contra Temer no TSE sob seu controle absoluto. Formou um grupo de 4 votos, ele e mais 3 membros sem exceção. Estarreceu a opinião publica, absolvendo Temer por 4 a 3. "Elogiou" o brilhante trabalho do relator, Herman Benjamin, "o senhor inundou o processo de provas contra o acusado", e coordenou a absolvição do acusado, Temer.

6- Dilma queria nomear Lula ministro, não precisava de autorização de ninguém. Recorreram ao Supremo, o ministro sem toga, pediu vista. Engavetou, viajou, não decidiu. Modificou a ordem natural das coisas, o ex-presidente não pôde ser nomeado,  absurdo.
7- Denunciado pelo fato altamente irresponsável de sua mulher ser chefe do escritório de Brasília de um famoso advogado. A seguir libertou Eike Batista cliente desse escritório. E se mantém como "cão de guarda dele".

8-Começou campanha violentíssima contra o Procurador Geral. Nada pessoal apenas tentativa de destruir a Lava-Jato, em defesa de grandes interesses.

9-Rasgando a Constituição, fundou um Instituto de Direito privado, altamente rendoso. Tinha um sócio, ex-Procurador aposentado. Romperam, o sócio saiu com 8 milhões de indenização, imaginem quanto ganha. 

10- Janot só chama o ministro sem toga, de "ministro comensal", esse Instituto  ilegítimo recebe verbas oficiais, eu não sabia.

Esse Ministro sem toga comprou apartamento em Portugal, diz que assim que estiver resolvida a questão de Temer, pedirá aposentadoria, mudará de país. Imune e impune. Não será responsabilizado pelo Supremo. Terá desacatado, desmoralizado, desprezado a comunidade. 

Já perceberam, o personagem se chama Gilmar Mendes.

O JATINHO DO PEZÃO

Não ha duvida, que na tremenda crise financeira do Estado do Rio, o assunto assume ares de tormenta e até de absurdo. Mas os homens públicos no Brasil estão de tal maneira desmoralizados, que é preciso uma solução.

Imaginem o governador Pezão embarcando num avião comercial. (E não apenas ele). Se descobrirem antes do avião sair, será expulso. Depois ofendido e até linchado.

SERGINHO CABRALZINHO FILHINHO, E OS 6 CORRUPTOS DO TCE

O ex-governador já tem uma condenação e mais 13 denuncias. Até onde querem chegar? È evidente que não pode ser absolvido e libertado. È o que vai acabar acontecendo com o corruptissimo Eike Batista. Sócio e patrocinador dele.  

Nenhuma condenação. Em esplendida mansão domiciliar, e a recomendação que recebe: "Fique tranquilo, sua situação será resolvida".

E os 6 corruptos do TCE?  Ha meses denunciados por corrupção, afastados, recebendo os salários integrais, e contando tempo para ferias. 

Jonas Lopes, o corrupto maior, que estava na presidência, não teve a menor duvida: fez delação, entregou os outros 5 parceiros de roubalheira. Espantoso: em vez de ir para a prisão, foi autorizado a morar no exterior, onde está até hoje.

Quem deu essa autorização deveria estar preso no lugar dele.

TEMER NÂO TEM 308 VOTOS PARA NADA

Já escrevi sobre isso, depois de conversar com muitos deputados e especialistas. Agora tenho que voltar ao assunto, depois da declaração de Rodrigo Maia na TV: "O governo não tem 308 votos para aprovar a reforma da Previdência". Está certíssimo.

E mais importante, como ressaltei: "O governo não tem de maneira alguma os 308 votos para a reforma Trabalhista, essa não passa mesmo". E acrescentei: "Com dinheiro  a reforma da Previdência pode chegar a 400 votos".

È uma desgraça a Câmara estar dominada pelo "centrão" (180 votos) e pelos evangélicos (200). Os que formam o "centrão" são apenas corruptos, exigem cargos para tudo, querem que o governo demita os que votaram contra.(Principalmente os 21 do PSDB .Bem que Temer gostaria de retaliar, mas tem medo de perder os outros 22).

Os evangélicos são muito mais perigosos. Alem de corruptos e grandes partidários do troca-troca, pretendem modificar a formação das famílias. Querem que se comportem como os ingênuos e incautos, explorados por eles, nas majestosas arapucas, financiadas por gente humilde e crente.


Governo quer extinguir a Justiça laboral 
(...) “Os problemas enfrentados na vértebra do processo do trabalho são totalmente agregados a própria dificuldade de adequação dessas regras, diante da pluralidade de ofertas de aplicativos e normas”.
ROBERTO MONTEIRO PINHO    
                         
Um dos princípios fundamentais do Direito do Trabalho é o princípio da norma mais favorável, impondo ao operador do direito, na pluralidade de normas, o dever de aplicar ao caso concreto aquela que mais favorece ao trabalhador. Neste sentido, “independentemente da sua colocação na escala hierárquica das normas jurídicas, aplica-se, em cada caso, a que for mais favorável ao trabalhador” (SÜSSEKIND, Arnaldo; et al, 1997, p. 134).

Referenda Avila que os princípios fundamentais de Direito do Trabalho “são os que norteiam e propiciam a sua existência, tendo como pressuposto a constatação da desigualdade das partes, no momento do contrato de trabalho e durante seu desenvolvimento” (CARRIRON, 2000. p. 64-65). Ensina também Humberto Ávila.

Recente os que se dizem pensadores do judiciário inovaram, e introduziram mais uma pérola no direito. Fazendo com que a súmula vinculante tenha efeito erga omnes, determinando o § 3° do art. 103-A a anulação de ato administrativo e cassação de decisão judicial que contrariar ou aplicar a súmula indevidamente, que se dará através da reclamação ao STF.

O que se espera dessa súmula é a contribuição para desafogar o Judiciário através do impedimento da eternização das demandas e da repetição de recursos, como salienta Rosemiro Leal, “a possibilidade de o STF elaborar um julgamento único para casos semelhantes vai ao encontro do princípio da Celeridade Processual, com o fulcro de evitar a morosidade na prestação jurisdicional.” (LEAL, 2005, p. 58).

Em 30 de Dezembro de 2004 foi publicada a EC n° 45, chamada de Reforma do Judiciário, que alterou e acrescentou vários dispositivos à Constituição Federal de 1988 (CF/88) com o intuito de agilizar a tramitação de processos. Dentre esses dispositivos acrescentados se encontra o art. 103-A que instituiu a súmula vinculante: “O Supremo Tribunal Federal poderá, de ofício ou por provocação, mediante decisão de dois terços dos seus membros, após reiteradas decisões sobre matéria constitucional, aprovar súmula que, a partir de sua publicação na imprensa oficial, terá efeito vinculante em relação aos demais órgãos do Poder Judiciário e à administração pública direta e indireta, nas esferas federal, estadual e municipal, bem como proceder à sua revisão ou cancelamento, na forma estabelecida em lei.

O que pensam os juristas? Como reage a advocacia? E a opinião dos que demandam ações trabalhistas? Começamos pelo último, trazendo como referência as últimas pesquisas de opinião cotadas junto à população. Os números de satisfação são baixos, a credibilidade caiu, e a desesperança desestimula reclamações. Já a advocacia, trava ferrenha batalha com juízes e serventuários, por conta da violação das suas prerrogativas (art. 133 da CF).

O resultado dessa ação é o quadro de enfrentamento, numa ofensiva sem precedentes na história desse segmento profissional. Para os juristas, a complexidade dos aplicativos de lei e normas, as controvérsias, com correntes divididas em extremos que não se conflitam, traduzem uma situação desalentadora para a justiça do trabalho.

A ausência de um código trabalhista e dos tribunais de pequenas causas são pontos reclamados diante da realidade que avistamos. No conjunto das opiniões, só temos uma solução: a extinção dessa justiça, como forma de 1) economia de bilhões; 2) tentar uma rápida para diminuir o estoque de ações; 3) efetivar a justiça, já que dos 5.567 cidades do país, a JT só é encontrada em 1650 municípios.

Os problemas enfrentados na vértebra do processo do trabalho são totalmente agregados a própria dificuldade de adequação dessas regras, diante da pluralidade de ofertas de aplicativos e normas.
Pode-se encontrar na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) esse princípio estampado no art. 620 quando diz que “as condições estabelecidas em Convenção, quando mais favoráveis, prevalecerão sobre as estipuladas em Acordo”. 

Conseqüentemente, diante de um quadro de conflito de regras, o intérprete e aplicador do Direito, escolha aquela mais benéfica ao empregado, de modo a alcançar o sentido teleológico inerente ao Direito do Trabalho, sem que isso constitua “uma separação tópica e casuística de regras (DELGADO, 2007, p. 200).

O texto é colidente com a Lei (PLC 38/2017) já em vigor. No seu texto privilegia o negociado pelo legislado. Daí, imagino um tsunami de decisões, venham contrapor o aprovado.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

A DOUTORA DODGE SE COMPLICOU

HELIO FERNANDES

Foi ao Planalto em horas mortas, a chamado do AINDA presidente. Sem constar da agenda, mas com jornalistas sabendo de tudo, e publicando. Com repercussão péssima. Registrei aqui no dia seguinte: "Todos souberam, todos publicaram".

Agora, quase uma semana depois, a FUTURA PGR apareceu com documentos, explicando: "Fui eu que pedi a audiência". Indo ao Palácio a chamado do presidente, exagero dele, constrangimento para ela. A iniciativa sendo dela, exibicionismo, desproposito,falta do que fazer.

Se ela está falando a verdade, fica evidente o descontrole do desgoverno. O que pode fazer no Planalto, uma PGR que só tomará posse em 17 de setembro? Ela não devia ter aceitado a antecipação, gritante intervenção na Procuradoria. Digamos que não podia recusar.

Teria se engrandecido pedindo licença por 3 meses e indo viajar. Em vez de ficar marcadamente como espiã do Planalto. E agora aparecendo para dar cobertura ao desastrado e não apenas isso, corrupto e AINDA presidente Temer.

A LAVA-JATO DESISTIU DA DELAÇÃO DO CORRUPTO CUNHA

Semana passada revelei: os Procuradores ouviram o ex-presidente da Câmara. receberam vários cadernos, praticamente ilegíveis.

Entregaram a especialistas, uma grande parte traduzida. Não gostaram, disseram a ele, que não havia mais interesse. Achavam que ele queria se defender, sem entregar culpados importantes.

Voltaram á antiga convicção: delação excelente seria da mulher, Claudia Cruz. O fato dela ter sido absolvida por Moro, prejudicou. Entraram com recurso em Porto Alegre. Se ela for condenada, insistirão. Têm certeza de que ficará interessada. Sabe muito ou quase tudo.

O RO ESCAPOU DO MONOPOLIO DA EDUCAÇÃO

Ha quase 2 anos, a Kroton e a Estácio de Sá, as duas maiores Universidades particulares, tratavam e negociavam a fusão.

O órgão encarregado estimulava o que seria entregar centenas de milhares de alunos a um domínio ruinoso. Incluindo o preço das matriculas, cobrariam o que bem entendessem.

Finalmente desistiram definitivamente, os interesses comerciais não coincidiram. Curiosidade estranha. Os representantes das duas Universidades têm feito declarações se mostrando satisfeitíssimos com a fusão não ter se consumado.

O BATISTA, DESMENTIDO PELA MULHER

O antigo açougueiro na sua vasta e inacabada delação incluiu o deputado Fabio Faria, e sua mulher, Abravanel. (Ela é filha de Silvio Santos, apresentadora e hoje de grande importância na televisão e nas outras empresas do pai).

Assim que o fato veio a publico, protestaram. Aí aconteceu o inesperado.A mulher de Joesley, que já foi apresentadora e é grande amiga da Abravanel, telefonou para ela.E fez mais, mandou "mensagem de voz", se solidarizando com a amiga, e desmentindo o marido. (Todos conhecem, saiu nas TVs e nas redes).


 O Batista então veio a publico: "Os maridos conversaram sozinhos, só encontravam as mulheres nas refeições, a casa é muito grande". De tudo o que ele disse, um fato é rigorosamente verdadeiro: a casa é muito grande.
REFORMA POLÍTICA SAIRÁ AO GOSTO DO CLIENTE. SALÁRIOS DE MAGISTRADOS É OFENSA A MODESTIA E A POBRESA DO BRASILEIRO. PIOR A TOGA QUER UM AUMENTO DE 16,3%. MUITOS PARTIDOS E UM FUNDO PARA FINANCIAR. É O IDEALISMO DA ESQUERDA COM A MÃO NO BOLSO.

ROBERTO MONTEIRO PINHO
A Câmara dos Deputados está prestes a aprovar proposta de criação de um fundo de R$ 3,6 bilhões destinado a financiar campanhas eleitorais. Previsto na proposta de reforma política que começou a ser votada em comissão especial na Câmara dos Deputados, a benesse corresponde a 0,5% da Receita Corrente Líquida da União (cerca de R$ 3,6 bilhões). O projeto aumenta o fundo partidário dos R$ 800 milhões, como está em 2016 e em 2017, para quase R$ 4 bilhões.
A Frentas (Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público), que representa 40 mil juízes e procuradores, quer um reajuste salarial de 16,3% já para o orçamento de 2018. Esses senhores que se “dizem tudo podem”, segundo análise do site transparência, 89,18% dos juízes federais ultrapassam o teto salarial.

Fere aos olhos, e atinge certeiro a paciência do cidadão, saber que os magistrados recebem polpudos salários. Em junho os ministros do STF Edson Fachin e Dias Toffoli R$ 30.841,27 e R$ 45.017,13 respectivamente. Esse ultraje é fruto de uma política de estado que elevou a magistratura a um patamar altamente privilegiado, dando continuidade ao que já esta na cultura do país, desde o tempo do Brasil Colônia, que tinham esses cargos nivelados ao titulo de nobreza.

Essa casta do judiciário se transformou numa moeda de troca. Senão vejamos: a Emenda 45/14 que ampliou a competência da especializada privilegiou o próprio estado que levou para essa justiça as execuções fiscais, capitaneada pela Previdência social e a Fazenda Federal. O resultado foram milhões de processado migrados para a JT, fazendo com que a sua já combalida estrutura, fosse sufocada.

Ou seja: o governo deu com uma mão, e recebeu com a outra, no centro dessa vergonhosa e espúria transação, o juiz, com “pompa e circunstância”. O malogro ficou para os trabalhadores, que hoje amargam a morosidade dessa justiça na solução dos seus conflitos.
Vivemos literalmente uma cultura que coloca não só a política, mas também a justiça e até mesmo a classe da advocacia em descrédito com a sociedade. Esse último está pagando uma conta que não é dele, o judiciário lento, e travado, cria uma suposta responsabilidade para o advogado, que está próximo do cliente.

Ocorre que os juízes sequer recebem os advogados para dialogar sobre questões que possam agilizar as ações. Essa blindagem alem de ser inoportuna e criminosa, impede o tão propalado acesso a justiça.

Existem hoje 37 partidos políticos. Em nenhum momento da história eu soube que poderiam existir 37 ideologias diferentes. Que partidos são esses?

É preocupante governar, tendo que negociar apoio de quase meia centena de agremiações. Temos no ápice da política dois partidos que predominam suas ações no Congresso, o PMDB e o PSDB. Esses compõem com a maioria das agremiações nanicas e medianas a base do governo.

Na oposição, temos o Partido dos Trabalhadores (PT), esfacelado desacreditado, e com sua principal liderança a beira de ser preso por corrupção e favorecimento.

Esse partido liderado Lula da Silva, esteve por oito e anos sob sua batuta na presidência da República. E da destrambelhada ex-presidente Dilma Rousseff por seis anos. Foram 14 anos jogando sujeira para baixo do tapete, e que agora na Lava jato, veio ser descoberto.
Ambos os presidentes, sempre declaravam: “não sabiam de nada”. 

Assumiu a presidência após o impeachment de Dilma, o seu vice Michel Temer. Nas duas oportunidades, a sociedade atônita assistiu durante a votação tanto do impeachment da Dilma e também da que iria autorizar que Michel Temer seria processado pelo STF, as mais inusitadas manifestações de votos. A oposição com o mesmo, cansativo e falido discurso, e a situação com manifestações das mais inusitadas.

Agora esse Congresso, com certeza vai aprovar na reforma partidária u m orçamento milionário para alimentar essas agremiações. Mas poderá ainda aprovar de forma surpreendente, um mecanismo em que duas dezenas delas sejam extintas. Assim a fatia do bolo desse orçamento, seria dividido entre menos partidos.

É assim que estão governando.  A situação nefasta e ainda a oposição incompetente, que atirou o Brasil no colo dessa gente maléfica, (não sem antes se darem bem), vide mensalão e Petrobrás.
Tudo se fez e se faz, em nome de uma ideologia que nuca existiu. Afinal ideologia numa nação pacata, sem que seus cidadãos peguem em armas para enfrentar os que degradam o país, ideologia é só discurso vazio, sem consistência.


Continuo aqui com a faixa de junho de 2013, na memorável manifestação de milhões de brasileiros indignados: “Vocês não nos representam”.

domingo, 13 de agosto de 2017

30 MESES DEPOIS DA CONSPIRAÇÃO. 15 MESES, HOJE, A PARTIR DA POSSE, SEM POVO, SEM SUFRÁGIO POPULAR. CORRUPTO, TEMER APOSTA NA ABSOLVIÇÃO E NA PRORROGAÇÃO.

HELIO FERNANDES 

Tudo começou com a carta que enviou á presidentA, confessando, "sou um vice decorativo". Mau caráter congênito, disse que a carta era SIGILOSA, entregou a copia a um jornalista, que fez o que tinha que fazer: publicou. 

Ele então acusou Dona Dilma de ter violado o sigilo. E junto com o parceiro também corrupto e criminoso, Eduardo Cunha, tramaram e depredaram a realidade, só pararam depois daquele tenebroso domingo de abril  e o quase silencioso mas também deprimente processo no Senado.

A Republica tem quase tantos vices que assumiram, quanto presidentes que terminaram o mandato. Vargas ficou exatos 15 anos no poder, de outubro de 1930 até outubro de 1945, por causa de uma intuição inspiração: não teve vice. Eleito pela primeira vez em 1950 cometeu o erro de colocar como vice, o conspirador Café filho. Saiu da vida para entrar na Historia.

Rodrigo Maia, sem méritos e sem credenciais, vice circunstancial, não foi o primeiro. O saudoso grande constitucionalista Paes de Andrade, como presidente da Câmara, assumiu 11 vezes a presidência da Republica. O notável Doutor Ulisses Guimarães, presidente da Câmara mais de uma vez de forma legitima, não presidiu a Republica. Queria na transição de 1985, a vez era de Sarney, que usufruiu de tudo, e continua usufruindo.

30 anos depois de 1985, em 2015, Michel Temer reinventou a Republica, sem tropas e sem povo, sem golpe e sim com muita conspiração, chegou ao poder. Hoje comemora os 15 meses iniciados em 12 de maio de 2016. Ele comemora, o povo e o país amargam a amargura desse corrupto, que resiste a tudo. 

Esteve perto de ser o primeiro presidente a sair preso do Planalto. Foi salvo de forma espantosamente vergonhosa pelo Presidente do TSE, Gilmar Mendes. Que continua a protegê-lo  desde que assumiu a presidência desse alto tribunal ,a partir de maio de 2016, tormentosa coincidência e imprudência. E continua a assustar se encontrando com Temer varias vezes, quase de madrugada, fora da agenda, como já fez com bandidos como os irmãos Batista, e a futura presidente da PGR.

PS- Tenho que parar. Tudo o que escrevi até aqui, realidade, lembrança. Mas fatos rigorosamente verdadeiros, negativos e positivos.

PS2- A partir daqui ninguém sabe o que acontecerá. A corrupção desabrida e portentosa, domina tudo,só mesmo adivinhando, o que não gosto de fazer.

PS3- Temer não tem os 308 votos para aprovar qualquer coisa, como as reformas trabalhistas e da previdência. Mas com os métodos que utiliza de comprar parlamentares, pode chegar a mais de 400, custosamente.

O INACEITÁVEL RACISMO NORTEAMERICANO

Inaceitável mas tem mais de 150 anos. Quando se tornou publico ao explodir a terrível guerra civil de 1860. Mas já existia antes. A demonstração de agora, na Virginia, com a participação e liderança de jovens que deveriam estar lutando contra essa herança maldita, colocou nas manchetes e nas televisões o ódio de gerações.

Defendiam essa violência abertamente, usando textualmente duas definições. NAZISMO e apologistas de uma sociedade dominada pela PRIMACIA branca. Algumas televisões de vários países (incluindo as do do Brasil) tentaram amenizar o palavreado, identificando-os como ULTRANACONALISTAS.(Mas a BBC e o Canal Bloomberg publicaram o que foi dito por esses jovens covardes arruaceiros).

Lincoln foi assassinado em nome desse ódio hereditário e que parece sem fim. Martin Luther King, depois de atravessar vários estados numa caminhada histórica e inesquecível, foi morto por profissionais do crime, contratados por líderes racistas.

Esse racismo é visto em grandes e pequenas cidades americanas, quando até policiais fortemente armados, matam civis desarmados, e nada lhes acontece. Virginia é exemplo de cidade grande. 

O IRRESPONSÁVEL TRUMP, O IRRRESPONSÁVEL MADURO

Os dois se merecem, mas nada de "opções militares". Os fascistas que apóiam e defendem o ditador da Venezuela, podem e devem estar vibrando. Só que a violação dos princípios democráticos, que o ditador pratica diariamente, tem que ser combatidos pela ONU e o Mercosul. Os dois já se manifestaram.

Não existe solução, nem á vista nem a prazo. Alem de tudo que possa ser dito, Maduro é covarde e ignorante. Não tinha nada que "pedir um encontro com Trump". Agora se complicou mais ainda.

A INACREDITÁVEL "REFORMA" DA ETERNIZAÇÂO DA POLÍTICA NEFASTA

Não estão mudando coisa alguma, o que estão fazendo é criminoso e premeditado. E em alta velocidade, precisam que entre em vigor, já em 2018. Estão ameaçados, têm menos de 1 mês para aprovarem as bandalheiras. O povo não está participando de nada, não sai ás ruas, mas os crimes, a corrupção, a falta de credibilidades são tão grandes, que os velhos políticos têm medo de serem recusados em massa.

O pavor pânico é a abstenção. Como os políticos não acabam de jeito algum com o voto obrigatório (banido e inexistente praticamente no mundo inteiro), o cidadão sai de casa revoltado, anula o voto. O mal menor.

Tudo o que estão fazendo é vergonhoso, criminoso, perigoso, representa farsa, praticada por farsantes. Desde o inacreditável voto de lista (que representa o "não voto"), até o financiamento de campanha, com dinheiro do contribuinte, avaliado em quase 4 BILHÕES.

Única esperança é o protesto dos que serão prejudicados. Mas como conseguir alguma coisa, numa Câmara dominada pelo "centrão", a enorme bancada evangélica sem escrúpulos e com interesses perigosíssimos, e o baixo clero, também exigindo cargos, para fugir do sufoco?

O AINDA presidente Temer atende a todas as exigências, tentando explicar: "Isso é obrigação do Legislativo, o Executivo não pode impedir".

PS-A Comissão que trata do assunto, indevidamente presidida por um Vieira Lima, irmão do Geddel, ex-ministro, preso como "criminoso em serie".Tem presidido a sessão ferindo a ética e a estética. Gordíssimo, comendo vorazmente sanduíches e pão  de queijo.

PS2- O irmão, ainda mais gordo, está preso. Conseguiu prisão domiciliar. O juiz mandou que cumprisse a pena na Bahia, onde alegou morar. Mas sabendo que o estado está sem tornozeleiras, e sem verificar a residência.

PS3-Acontece que ele mora num condomínio de luxo, com mais mordomias do que muitos hotéis. O advogado entrou na justiça, quer autorização para tomar banho de sol. Argumentação irrefutável: "Se ele morasse numa casa ou apartamento com piscina, nem precisaria pedir". A culpa é do juiz, no mínimo negligente ou imprudente.


PS4- A mesma coisa para Eike Batista. Foi colocado em prisão domiciliar. Em mansão faraônica, numa rua fechada e sem saída, onde quase todas as casas são dele ou da família. Pela manhã e á tarde, sai para corrida, precisa manter a forma. Tudo, graças á generosidade do ministro do Supremo, Gilmar Mendes.